segunda-feira, 23 de abril de 2018

Fininho fratura o nariz.

Nariz de Fininho está visivelmente fora do lugar (Foto: Gabriel Mansur)
Por GloboEsporte.com*, Manaus, AM




O meia do Nacional, Fininho, lutou bravamente em campo no último domingo, dia 22, quando o time estreou com vitória de 3 a 0 diante do São Raimundo-RR, no Campeonato Brasileiro série D. O capitão, além de reger o time azulino no meio de campo, teve o nariz deslocado e mesmo assim sacramentou a vitória marcando o terceiro gol do Naça. Nesta segunda, veio a notícia de que apenas uma cirurgia poderá reparar a lesão.
De acordo com a fisioterapeuta do clube, Régia Maria Coelho, o jogador passará pelo procedimento cirúrgico no local no fim da tarde desta segunda-feira, dia 23. O camisa 10 sofreu um trauma na região.
- Ele vai passar pelo procedimento no final da tarde, para correção de um trauma no osso da face. Ele está sendo acompanhando por um médico especialista em buco maxilo - disse a fisioterapeuta, Régia.
A fisioterapeuta afirmou ainda que somente após a cirurgia será possível afirmar quando ele retorna aos gramados. No entanto, deve estar de alta em breve. (Fot: Gabriel Mansur).

domingo, 22 de abril de 2018

Fininho o craque do jogo.

Pois é amigos.

E pensar que Fininho sob o comando do outro treinador, andava triste, xingado pela torcida que pediu por inúmeras vezes a sua saída, hoje o aplaudiu e o apoiou, até na cobrança do pênalti, onde bateu com maestria, fazendo o terceiro gol do Leão da Vila Municipal.


Jogou muitíssimo bem, armou o jogo deu belos passes, é um outro jogador, motivado com a chegada do novo treinador, promete arrebentar na competição. 


Falando do time, melhorou muito com o sistema de jogo do novo treinador. 

Há quanto tempo não ganhávamos tão bem numa estreia? 3x0, foi muito bom, poderia ter sido melhor se duas bolas não encontrassem as traves do São Raimundo-RR. Dominamos os dois tempos, com Fininho armando o time, a bola chegava sempre ao seu destino, tanto que vencemos por 3x0, gols de Danilo Galvão, Guigui e Fininho cobrando pênalti.

Nosso próximo compromisso será no domingo que vem lá em Rondônia-RO contra o Real.

Lecheva estreia de pé direito.

Por GloboEsporte.com, Manaus, AM
Lecheva destacou resultado sobre Mundão (Foto: Gabriel Mansur)Lecheva destacou resultado sobre Mundão (Foto: Gabriel Mansur)
Lecheva destacou resultado sobre Mundão (Foto: Gabriel Mansur)
A estreia do treinador Ricardo Lecheva à frente do Nacional foi praticamente perfeita, mas, na visão exigente do comandante, não o suficiente para uma nota 10. O Leão da Vila Municipal dominou com facilidade o São Raimundo-RR, venceu por 3 a 0 e, consequentemente, assumiu a liderança do Grupo A3 da Série D do Campeonato Brasileiro. Os rivais duelaram neste domingo, no estádio Ismael Benigno, a Colina, pela abertura da quarta divisão.
Lecheva, apesar de mencionar a falta de entrosamento e erros bobos de passe, destacou o poderio ofensivo do grupo na partida. Ele disse, inclusive, que queria ter marcado mais gols. As alterações voltadas ao ataque são provas disso.
- Nunca vai ter nota 10. No futebol, buscamos aprimorar a cada dia novos fundamentos. Quem me conhece, sabe que se eu puder ganhar de 10, vou ganhar de 10, tanto que nossas mudanças foram todas ofensivas. Eu busco sempre fazer o melhor placar possível, em respeito a entidade, torcedor e competição. Até mesmo porque lá na frente o saldo pode fazer diferença. O jogo permitiu que pudessemos ser ofensivos - disse.
O Nacional criou muitas chances, tanto que além dos três gols, foram duas bolas na trave e uma oportunidade clara desperdiçada por Charles no fim da partida. Lecheva vê os erros como nervosismo de estreia.
- Fizemos um jogo consistente, de quem propôs o jogo a cada jogo. Em alguns momentos, como citei, o nervosismo no início da partida, pela estreia. O estadual também pesou um pouco, a falta de ritmo dos atletas. Fizemos um placar que não deixou dúvidas de quem foi o dono do jogo. Aos poucos fomos nos encaixando, apesar da dificuldade de entrosamento por conta do pouco tempo de trabalho finalizou.
Na próxma rodada, o Naça encara o Real Ariquemes no dia 29 de abril, fora casa, no estádio Valerião, em Rondônia.

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Naça libera jogadores.

Por GloboEsporte.com, Manaus, AM
 
Jaílton aparece no BID da CBF (Foto: Reprodução/CBF)Jaílton aparece no BID da CBF (Foto: Reprodução/CBF)
Jaílton aparece no BID da CBF (Foto: Reprodução/CBF)
A dois dias de encarar o São Raimundo-RR, no domingo, em Manaus, pela estreia da Série D do Campeonato Brasileiro, o Nacional regularizou, até o final desta quinta-feira, seis reforços no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). São eles: os zagueiros Lucas Silva e Sousa, além do volante Dênis Pedra, ex-Castanhal, o meia Anderson, que estava no São Raimundo-PA, o meia Jaílton, ex-Marília, e o volante Ives, que vestiu a camisa do Rio Negro no Campeonato Amazonense.
A maioria dos contratados é do futebol paraense e conta com indicação do novo treinador do Leão da Vila Municipal, Lecheva. O comandante, inclusive, era o técnico do Pantera, adversário do Nacional na fase classificatória, na última edição da quarta divisão, quando foi eliminado ainda na fase de grupo por uma escalação irregular de um jogador.
O Naça estreia contra o Mundão no domingo, às 16h, no estádio Ismael Benigno, a Colina, Zona Oeste de Manaus. Antes, a equipe realiza um treino aberto para torcida e imprensa esportiva, no mesmo local, mas nesta sexta-feira, às 16h. No mesmo grupo do Leão, ainda consta o Real Desportivo.

Coletivo apronto na Colina.

Por Gabriel Mansur, Manaus, AM
Nacional treinou nesta sexta no estádio da Colina, local do jogo de domingo (Foto: Gabriel Mansur)Nacional treinou nesta sexta no estádio da Colina, local do jogo de domingo (Foto: Gabriel Mansur)
Nacional treinou nesta sexta no estádio da Colina, local do jogo de domingo (Foto: Gabriel Mansur)
O Nacional realizou, na tarde desta quarta, no estádio Ismael Benigno (Colina), o último coletivo antes de encarar o São Raimundo-RR, no domingo, no mesmo palco, pela primeira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. A atividade, inclusive, foi aberta ao público, que, por conta da chuva, apareceu em baixo número.
O treinador da equipe, Ricardo Lecheva, esboçou o provável time que vai entrar em campo contra o Mundão. E foram observadas mudanças, principalmente, no setor defensivo. Quatro recém-contratados ganharam posição teoricamente: o lateral Sousa, o zagueiro Rubran e os volantes Dênis Pedra e Pelezinho. Porém, o zagueiro e Pelezinho ainda não estão inscritos no BID e, portanto, Guigui e Michel, respectivamente, devem começa jogando.
Novatos ganharam chance no time titular (Foto: Gabriel Mansur)Novatos ganharam chance no time titular (Foto: Gabriel Mansur)Novatos ganharam chance no time titular (Foto: Gabriel Mansur)
Os onze que começaram em campo foram os seguintes: Valverde; Pedro Balú, Rubran, Siqueira e Sousa; Pedra, Pelezinho, Fininho e Alexsandro; Paulo Roberto e Danilo Galvão. Na segunda etapa do treinamento, Lecheva promoveu quatro mudanças no time titular: saíram Rubran, Pelezinho, Fininho e Paulo Roberto. Entraram Guigui, Michel, Charles e Jailton. Assim, ele mudou a formação tática do 4-4-2 para o 4-5-1.
Troca de passes e bola parada.
Lecheva intensificou duas jogadas no treinamento. No começo do exercício, os passes de primeira ou com domínio de bola foram trabalhados. Durante o coletivo, ele deu prioridade as cobranças de falta próximas da área. Os jogadores de ambos lados não mostraram boa pontaria.
Torcida do Nacional compareceu em pouco número devido à chuva (Foto: Gabriel Mansur)