quinta-feira, 30 de julho de 2015

Treino na Arena Vivaldo Lima.

Com o objetivo de ficar bem adaptado as dimensões do gramado e da acústica do estádio, o Nacional realizou mais um treino lá.

Afinal, o time ainda não está totalmente ambientado e precisa estar familiarizado com o local dos jogos que vai realizar'

Isso será de grande valia para nós, uma vez que a arena é completamente diferente dos outros estádios da capital, o calor é mais intenso do que na Colina e no Zamith.

Amanhã volta a trabalhar no C.T Barbosa Filho e estará realizando treinamento tático e técnico com toques rápidos e fundamentos, esse item, os fundamentos tem que ser treinado a exaustão, principalmente os chutes a gol de longa distância, o pessoal tem que arriscar, do contrário, como os gols irão sair? Vamos aguardar.
Até mais... 

CPI do futebol.


Membro da CPI do futebol, senador do AM critica Série A com "uma região"

Omar Aziz (PSD), eleito pelo Amazonas, lamentou falta de clubes de Norte e Nordeste no Brasileirão. Parlamentar também falou sobre a investigação no Senado

Por Manaus, AM


Omar Aziz (Foto: Adeilson Albuquerque/GLOBOESPORTE.COM)Senador Omar Aziz, membro da CPI da CBF
(Foto: Adeilson Albuquerque/GLOBOESPORTE.COM)
O senador Omar Aziz (PSD do Amazonas), membro titular da Comissão Paralmentar de Inquérito que vai investigar denúncias de irregularidades que podem incluir as obras para a Copa do Mundo de 2014, Copa das Confederações 2013 e os contratos da CBF para as partidas realizadas pela Seleção e os campeonatos organizados pela entidade, criticou nesta terça-feira a falta de times de Norte e Nordeste na elite do futebol brasileiro. Atualmente, o Sport é o único representante das duas regiões na primeira divisão.
Para ele, a pouca participação dos clubes do Norte e Nordeste na Série A do Brasileirão se deve à exploração das agremiações por parte de empresários, tendo como consequência um torneio restrito a poucas regiões brasileiras.
- Não dá para você ver os grandes clubes brasileiros falidos e o futebol no Norte e Nordeste cada vez menor. Para você ter uma ideia o único clube do eixo Norte e Nordeste que está na Série A é o Sport e com isso você tem um campeonato brasileiro em uma região só. Aí você vê pessoas que nunca jogaram futebol na vida, nunca fizeram nada ganharem milhões, que estão devolvendo agora. Agora mesmo tem cidadão nos Estados Unidos devolvendo milhões que ganhou com o futebol brasileiro. Enquanto isso os clubes estão quebrados - disse, fazendo referência aos envolvidos no escândalo de corrupção da Fifa.
Atualmente, 100 clubes disputam as quatro divisões do Campeonato Brasileiro. Destes, 38 são do eixo Norte e Nordeste. A região Norte possui apenas 2 representantes nas Séries A, B e C, sendo que o Amazonas, estado que elegeu Omar Aziz senador tem somente uma equipe no Brasileirão: o Nacional, clube do qual o parlamentar é torcedor declarado, que disputa a Série D.
CPI do futebol
Apesar da referência, Omar afirma que a CPI não se trata de uma perseguição a nomes específicos, sem garantir que a investigação realmente vai encontrar provas de corrupção no futebol brasileiro.
- Não posso antecipar se vai dar em alguma coisa, mas quem me conhece sabe que vou me esforçar muito para esclarecermos algumas coisas. Não é caça às bruxas. Não estou lá para perseguir ninguém, mas eu acho que a população brasileira que tem no futebol  a sua maior paixão no Brasil, tem que saber das coisas - completou.
O parlamentar ressaltou que os recentes resultados da Seleção Brasileira dentro de campo ajudam identificar que as coisas não andam bem fora das quatro linhas.
- Precisamos saber o que está acontecendo, até porque o que está em questão quando o Brasil perde por 7 a 1 não é a CBF e sim a Seleção Brasileira. É o Brasil que está jogando, não é a CBF ou um dirigente. É uma Seleção que está representando um país do porte do nosso e por isso precisamos saber o que está acontecendo. De lá para cá é calamidade. Perdemos a Copa do Mundo, depois a Copa América. Na sequência teve o fiasco do Pan. Está acontecendo alguma coisa. O Brasil não está acostumado a isso -  afirmou.
O senador disse ainda que a investigação é uma forma de prestar satisfações ao povo brasileiro, reiterando que o problema vai muito além do futebol.
- Não que a gente vá resolver o problema, não é o Senado que vai resolver. Mas nós vamos fazer encaminhamentos e tomar medidas de transparência, saber o que está sendo feito para que a gente possa dar uma satisfação à população brasileira - finalizou
*Com informações da Rádio Amazonas FM

Os abutres tem fome.




Pois é amigos.


Vocês já viram nos filmes, quando a presa indefesa está amarrada, fragilizada, após um deslize qualquer, é fatal. os vilões os punem com aquela prisão no deserto, onde ficam a mercê de todos os perigos.



Pois bem, é assim que o Nacional está, fragilizado pelos os maus resultados iniciais, sem apoio de alguns. Nesses momentos é que surgem as aves de rapina, ficam ali a espreita, até que a presa definhe para darem o bote final e saborearem a carniça, dando o bote de misericórdia para saciarem sua fome de destruição. Alguns de canetas em punho...


Nosso time está nesse patamar, ocasionado primeiro, pelos resultados adversos e segundo, pelo perigo de ser devorado pelos bichos, é assim todo ano, qualquer mau resultado, entram aqueles seres para escorraçar, xingar, destruir o pouco que resta, e o resultado é o insucesso. Mas, se olharmos bem, vamos ver que são tão poucos, que podem ser afastados daquele local facilmente, assim, o perigo é mandado pra bem longe.
Só assim teremos condições de almejar alguma coisa em termos de sucesso nas competições.    

Sabemos também que existem os erros na direção do Clube, por más contratações etc, ninguém é perfeito, porém, é com o intuito de acertar, de formar um time vencedor, as vezes não dá. Ai entram aqueles se dizem torcedores do Clube, que torcem para o insucesso do mesmo. O final, todos já conhecem.  Todo torcedor tem o direito de protestar, ele é livre pra fazer isso. Mas, não no local de trabalho dos profissionais do Clube, todos merecem uma segunda chance, tem o direito de defesa. Que tal mudar esse jogo? Que tal fazerem diferente dos anos anteriores? Todos de mãos dadas? Quem sabe assim, os bons resultados aparecem? E o time dá a volta por cima?
É claro que a torcida não é isso, foi apenas um comparativo, digamos, um exemplo de como fica o time e comissão, fragilizados num momento desse? Ai nada dá certo.

Não somos a favor desse ou daquele treinador, somos a favor do Nacional, do bem do Clube, de vê-lo no topo sempre. Imaginem quantos não ficam por ai com suas penas afiadas a espera de dar o bote? Escreverem baboseiras apenas com o intuito de ver nosso Clube lá em baixo
Até mais...

terça-feira, 28 de julho de 2015

Portões fechados.

Até o jogo contra o Clube do Remo dia 09/ago, os portões ficarão fechados, o time precisa de tranquilidade, pensando nisso, nosso presidente achou por bem propiciar esse momento fechando os portões, para que os jogadores e comissão técnica tivessem esse momento para aparar as arestas com referência ao jogo do Acre. Verem as falhas, e que falhas, falhas essas que nos custaram uma amarga derrota.
Até mais... 

Portões fechados até o jogo contra o Remo.

Após derrota, Nacional treinará com portões fechados
Série D.

Foto: Arlesson Sicsú
Hora de fechar a casinha. O Nacional deu início nesta terça à preparação para o confronto com o Remo, pela Série D do Brasileiro, no dia 9 de agosto, às 16h, na Arena da Amazônia. A diretoria azulina optou pelo mistério e o elenco vai treinar com portões fechados durante esta semana. A opção acontece após a primeira derrota do Leão da Vila Municipal na competição. A equipe amazonense caiu diante do Rio Branco, no Acre, por 2 a 1, após ter aberto o placar.

A restrição busca proporcionar uma maior concentração aos jogadores nesta preparação para um jogo que promete ser decisivo, afirma o presidente do clube, Mário Cortez.

- Temos um grande duelo pela frente. Precisamos do nosso elenco focado. Estamos fazendo isso pelo bem do time, para que consigamos um resultado positivo ao final da partida - disse, por meio do site oficial do clube.

A reapresentação dos atletas que viajaram para Rio Branco/AC foi na manhã desta terça, no CT Barbosa Filho. À tarde, às 16h, o grupo voltou a treinar, porém com os portões fechados. Nesta quarta-feira, o elenco treina somente no período da tarde.

Neste final de semana, o Nacional será apenas expectador da Série D, uma vez que o Leão da Vila Municipal é a equipe que "folga" nesta rodada. A tática de fechar os treinos também foi utilizada pelo clube na reta final do Campeonato Amazonense, que acabou com o Nacional levantando o caneco. Esta semana, o treinador Aderbal Lana teceu duras críticas contra a "turma do amendoim", que seriam torcedores especialistas em criticar seu trabalho e palpitar sobre o esquema de jogo do Naça.
Fonte: Globoesporte.com