quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Coletivo apronto proveitoso.

O treino apronto de hoje foi proveitoso, jogadores focados e as boas jogadas fluíram naturalmente.

Cristiano mandou bem no primeiro tempo, fez belas jogadas junto com Fininho, deixou um companheiro 3 vezes na cara do gol e ele desperdiçou três chances claras de gol, só na quarta assistência, fez um belo gol de cabeça.

Fininho também foi muito bem com belas jogadas e bons passes, num dos gols a jogada saiu seus pés para Cristiano cruzar de efeito para Paulo Roberto estufar as tem redes fazendo 1x0. Jack Chan jogando pelo time reserva empatou e minutos depois passou para o time titular e fez 2x1 para os titulares, tem jogado bem o baixinho e tem marcado seus golzinhos. 


Pelo time reserva, além de Jack, Gustavo foi muito bem e se continuar jogando bem nos treinos, pode pegar uma vaga no time de cima. Na zaga, Índio e Zé Antonio estão bem.

O time tem tudo para fazer uma boa apresentação na estreia, tem mostrado certo entrosamento, os jogadores tem procurado fazer as jogadas e as conclusões lá na frente tem acontecido.  

Arena inviável.

Com aluguel de R$ 3,5 mil, Arena AM deve ter menos jogos estaduais desde 2015

Quadro móvel do estádio, que antes era gratuito para clubes do Amazonas, é três vezes mais caro que o Carlos Zamith (R$ 400) e o Ismael Benigno (R$ 600) somados


Por GloboEsporte.com*, Manaus, AM
 
Valor do quadro móvel da Rede Amazônica é três vezes mais caro que os estádios da Colina e Coroado somados (Foto: Tácio Melo/Sejel)Valor do quadro móvel da Rede Amazônica é três vezes mais caro que os estádios da Colina e Coroado somados (Foto: Tácio Melo/Sejel)
Valor do quadro móvel da Rede Amazônica é três vezes mais caro que os estádios da Colina e Coroado somados (Foto: Tácio Melo/Sejel)
O Campeonato Amazonense de 2018 tem tudo para ser o que menos vai utilizar a Arena da Amazônia desde 2015, quando o estadual teve como uma das sedes o estádio. Tudo por causa do quadro móvel do local, que custa mais que o triplo em comparação com o valor gasto no Ismael Benigno (Colina) e no Carlos Zamith (Coroado) somados, tornando inviável a utilização pelos clubes amazonenses.
De acordo com o diretor de competições da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Ivan Guimarães, a Sejel não cobre o alguel dos espaços, e cabe ao clube mandante o pagamento do aluguel. No Zamith, ele custa aproximadamente R$ 400, na Colina, R$ 600, e na Arena da Amazônia, R$ 3.500, mais que o triplo dos outros dois somados.
- É caro para o futebol amazonense. Quando você tem jogos de fora, e o torcedor prestigia, ele se paga, mas para o estadual é pesado esse valor - admitiu o diretor de competição da FAF
Faltando pouco tempo para o início da competição, é preciso que os seis estádios que vão receber os torcedores tenham os laudos técnicos aprovados pelos bombeiros: No caso, são avaliados os seguintes itens: vistoria de engenharia, segurança, prevenção e combate de incêndio e condições sanitárias e de higiene.
- Os estádios estão prontos para receber os jogos, com exceção do Zamith, que ainda está com o problema da fiação que foi roubada e ainda não teve condição de ser recuperada, o que faz com que lá não possamos ter jogos à noite - explica o diretor de competições da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Ivan Guimarães.
Estádios Ismael Benigno e Carlos Zamith devem servir como solução para clubes do Amazonas (Foto: GloboEsporte.com)Estádios Ismael Benigno e Carlos Zamith devem servir como solução para clubes do Amazonas (Foto: GloboEsporte.com)
Estádios Ismael Benigno e Carlos Zamith devem servir como solução para clubes do Amazonas (Foto: GloboEsporte.com)
Elefante branco?
Ao longo de todo o Campeonato Amazonense, apenas três jogos vão ser realizados na Arena da Amazônia. Até mesmo nessas partidas, os clubes envolvidos sinalizaram que preferiam jogar em outras praças esportivas. O motivo, segundo eles, é a falta de recursos para pagar o quadro móvel. Se o calendário for seguido à risca, a Arena pode receber o menor número de jogos no Estadual desde 2015.
Fiação do Zamith
A Secretaria de Estado de Esporte, Juventude e Lazer informou, através de sua assessoria de imprensa, que o problema da fiação do Estádio Carlos Zamith será resolvido assim que a Sefaz, secretaria que adimnistra os recursos públicos vindos do governo, voltar de recesso, sem informar uma data. Além disso, uma empresa de segurança, ainda segundo a Sejel, foi contratada para atuar nos estádios.
* Com informações do grupo Rede Amazônica

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Naça focado para o jogo.

No C.T Barbosa Filho, a bola não para, o Nacional continua seus treinamentos visando a estreia contra o Manaus F.C.

Faltam 2 dias para o grande dia, Nacional e Manaus voltam a se enfrentar, repetindo o último confronto de 2017, naquela final em que tivemos com o título na mão. 

Deixamos escapar naquele fatídico pênalti desperdiçado, mesmo sabendo que teve o dedo de Jonathan desviando a bola. 

Mas, isso é passado, vamos pra frente, será outro jogo e outra história, dessa vez será diferente e todos estão cientes de que farão uma grande partida. Será o jogo da vingança.

O time é bom e tem condições de fazer um grande jogo e levar uma vitória para a Villa Municipal, os jogadores estão focados e treinam todos os dias para fazerem uma boa estreia. 

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Treino tático.

Hoje a tarde no C.T Barbosa Filho, Sinomar realizou um treino tático e priorizou os passes rápidos.

A movimentação foi boa, os jogadores se entendem a cada dia e isso tem levado a boas movimentações, aliada a rapidez nas jogadas.

O time passa boa impressão quanto a fazer uma boa estreia contra o Manaus F.C no sábado as 15h, estádio Carlos Zamith.

Os ingressos para o jogo, provavelmente estarão a venda na quinta-feira, o presidente dará maiores detalhes nos próximos dias. 

O time ainda carece de alguns reforços, isso já deu pra notar, porém, o time que ai está, dá para estrear bem nesse campeonato de 2018.

No final do treino de hoje, os jogadores treinaram cobranças de pênaltis, os melhores aproveitamentos.

Fininho foi o melhor, acertou todos, depois vieram Zé Antonio, Jack Chan, Índio...

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Naça treina físico e técnico e tático.

O dia de hoje para o Nacional foi de treinos físico e técnico, Sinomar treinou em dois períodos.

Depois do físico, vieram tático e fundamentos, na melhor parte, os fundamentos, foram apenas razoáveis, normal, para quem já havia dado duro na parte física.

O importante é que a cada treinamento, o time vai se moldando ao que o técnico quer.

A velocidade tem sido o ponto forte da equipe, os jogadores de frente tem se dado muito bem, tem sido bem municiados e feito muitos gols nos treinamentos, haja visto nos dois jogos treino, onde golearam os adversários com certa facilidade, mesmo levando-se em consideração a fragilidade dos times amadores.

O jogo será sábado no estádio Carlos Zamith as 15h, daqui pra lá ainda tem 4 dias de treinamentos, é manter a mesma pegada e tentar colocar a equipe no prumo.